Saturday, 2 July 2016

Festa do peixe no Montijo

O local era o Montijo e o clima estava ameno pelo que peixe foi uma escolha fácil e consensual. O spot é já um velho conhecido, porém há muito por visitar. A informação que a gerência è nova foi o momento decisivo! Rumemos à zona ribeirinha dessa bela localidade.



Nome: Maré Cheia
Data da visita: Maio de 2016
Localização: Montijo, zona ribeirinha
Comentário:  zona de fácil estacionamento com vista privilegiada sobre o estuário do Tejo, encontramos o Maré Cheia. Este spot não é para mim novo ... no passado era visita frequente, e apesar de não achar mau, também não achava nada de especial. Simplesmente, era prático. A tomada de conhecimento de que havia nova gerência e que estava a fazer um bom trabalho trouxe boas expectativas para o fight que se avistava. A sala é imensa, com uma decoração simples, funcional e completamente despretensiosa. A arca do tesouro desta casa é a banca de peixe logo à entrada. Já nas minhas visitas passadas a banca estava presente, porém a anos luz da quantidade e diversidade de peixe fresco que se apresentava neste dia! Robalo, douradas, pargos, choco, truta, enfim, um sem numero de especies, em que o aspeto fresco era traço comum a todos. O comensal pode logo aí escolher o bicho e então dirigir-se para mesa, enquanto a grelha faz a sua mestria. Pão e azeitonas para entrada, enquanto se estuda a carta dos vinhos, que possui alguma diversidade e a preços razoáveis. A escolha caiu logo para uma 0.75cl de Vale da Judia, elaborado com uva moscatel na vizinha Pegões. Um branco com boa acidez, fresco e servido em flutes, que prometia estar à altura da dourada, escolhida à minutos atrás e que em menos de nada estava na mesa pronta a ser degustada. Servida escalada, estava bem grelhada e nem um pouco seca. Estava confirmada a qualidade e frescura avaliada à entrada.
Relativamente à guarnição, a casa disponibiliza uma solução inovadora: um buffet onde o comensal encontra batatas cozidas, legumes, pimentos assados, salada e outros. Achei que batata cozida, legumes e pimentos vermelhos assados estariam à altura da dourada. E não errei ... tudo saboroso e merecedor de nota positiva.
Por opção, saltamos a sobremesa e reconheço não ter tido oportunidade de avaliar a carta para referência a futuras visitas.
Não posso terminar este texto, sem uma menção honrosa para o staff que se mostrou afável e eficiente durante todo o fight.
A dolorosa ficou a rondar os 25€/pax, um valor pouco simpático, para uma refeição sem sobremesa e sem abusos ao nível de bebidas. Porém já se sabe que comer peixe fresco não é propriamente barato e se tivermos em conta a frescura e qualidade, verificamos que o valor está em linha com outras casas na mesma gama.
Repeteco? Sem dúvida. O Maré Cheia voltou a estar no meu roteiro para o Montijo, mantenha esta nova gerência o bom rumo, que me foi permito vislumbrar neste fight.

Aproveite para seguir o Lambetacho no Bloglovin    Follow
Maré Cheia Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

No comments:

Post a Comment