Sunday, 26 June 2016

Proibido usar gravata!

O dia, estava todo ele destinado para percorrer a nossa bela cidade capital o que representou uma oportunidade para conhecer um spot com fama antiga e sobre o qual não tinha tido eu até então, privilégio de frequentar.




Nome: Adega das Gravatas
Data da visita: Maio de 2016
Localização: Lisboa, zona de Carnide
Comentários: a manhã começava a arrastar-se pela tarde dentro e com ela a necessidade de repor a carga energética. Aproveitando o facto de estarmos pela zona de Carnide, foi logo sugerida uma visita a casa antiga onde "se comia muito bem e havia imensas gravatas penduradas a decorar a casa". A Adega das Gravatas está localizada naquele miolo de Carnide onde outrora houvera bairros operários de casas baixas e ruelas em pedra. A entrada é discreta e dá acesso à sala de jantar onde efetivamente a decoração à base de gravatas, que só pelas cores e modelos disponíveis nos convida imediatamente a uma viagem retrospectiva no tempo. Rapidamente instalados por um staff energético e eficiente é-nos apresentado um pequeno sortido de entradas composto por pão, gambas, queijo, presunto e polvo em molho de vinagrete. O bom paladar e frescura de tudo foram a confirmação daquilo que o olhar adivinhava.
Enquanto tratavamos de consumir as entradas, fomos analisando a carta, que se apresentava com bastante diversidade tanto em carne como em peixe. Sabendo antecipadamente que o polvo era uma das especialidades da casa, ficou desde logo escolhido como o prato que iria abrir o fight. Também ficou acordado entre os comensais que se faria um pequeno pijaminha, para que fosse dada a oportunidade de provar pelo menos mais um pitéu da casa ... coube ás pataniscas com arroz de berbigão a honra.
O polvo fez jus á fama e provou ser digno embaixador da casa. Tenro e grosso, bem salteado em azeite e alho foi servido com batatas assadas, feijão verde também ele salteado em azeite e alho, cenoura e tostas de pão que absorveram o azeite e o sabor a alho, dando um toque de genialidade ao prato. Sem máculas, portanto!
Finalizado o polvo, foi vez de passar ás pataniscas, que de forma consensual entre os comensais estavam uns valentes pontos abaixo do fantástico polvo. Seria mais correto chamarem filetes de bacalhau, pois na pratica assemelhava-se mais a filetes fritos do que a pataniscas, onde esperavamos encontrar uma massa fofa. Por outro lado o arroz de berbigão acabou por conseguir repor os níveis de confiança no topo ... cozido sem ser em demasia, com calda grossa e cheio de sabor a mar. Um portento! 
Relativamente, à generosidade das doses, nada a apontar ... mais do que suficientes mesmo para comensais mais exigentes em termos nutricionais.
Por motivos práticos e porque o dia ainda estava a começar, optamos por não beber vinho, e limitamos à cerveja (uma só) a tarefa de acompanhar a comida. Reconheço que possa ter sido limitador ... houve porém espaço para deitar um olho rápido à lista de vinhos, que serviu para verificar ser a mesma diversificada com referências de todo o país e com preços alinhados com o mercado.
Decisão idêntica para a sobremesa ... saltamos. Ficaria para uma proxima visita.
Em termos de valores, ficou a rondar os 13€/pax. Porém este valor não é de todo representativo do que será um fight aqui, pelo facto de termos optado por cerveja e sem sobremesas. Um fight com tudo aquilo a que temos direto, deverá ficar por valores na casa dos 20€/pax ... condicionado, obviamente pelas escolhas que forem feitas, especialmente ao nivel do vinho. É no entanto um valor ajustado à casa e à qualidade apresentada.
Repeteco? Apesar das pataniscas terem sido um tiro ao lado, toda a restante refeição é merecedora de reconhecimento. Um repeteco é claramente obrigatório, desta com mais tempo e calma para que se possa visitar os vinhos e as sobremesas.


Aproveite para seguir o Lambetacho no Bloglovin    Follow
Adega das Gravatas Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

2 comments:

  1. O polvo....OMG!!!!
    Até fiquei com água na boca��������������

    ReplyDelete
    Replies
    1. Estava muito muito bom! então com o pão....

      Delete