Saturday, 12 November 2016

Mais uma história de peixe em Matosinhos

Falar de peixe em Matosinhos é como falar de praia no Algarve ou de neve na Serra da Estrela. Mais uma vez rumamos à mui famosa Rua Herois de França, que para quem não conhece é a tal rua junto à lota, um melting point de spots onde o peixe é rei, e que  ajuda claramente Matosinhos e reclamar o pódio da cidade portuguesa com maior concentração de restaurantes e o status de ser a Meca dos amantes de peixe e mariscos.





Nome: Tito II
Data da visita: Agosto de 2016
Localização: Matosinhos, junto à lota
Comentário: este fight bem podia ser um quase-repeteco, no sentido que o spot visitado é o bem conhecido Tito II, uma das mais antigas e reputadas casas de peixe e marisco da zona, que não é nem mais nem menos que a casa-irmã do Tito I, anteriormente visitada e publicada aqui.
A experiência de visitar este ou qualquer outro restaurante nesta zona da cidade, começa desde logo com a chegada ao local, de estacionamento dificil, e no percorrer a rua com um sem numero de grelhas a carvão no próprio passeio e esplanadas, que são a escolha acertada quando a metereologia assim o permite. Em cada porta há um spot, onde não falta o típico empregado por norma de sotaque carregado a tentar convencer que a sua casa tem o melhor e mais fresco peixe. No final da rua a nossa própria roupa, depois de passar por tanta grelha e debitar fumaça, já empregnou uma boa dose dos aromas do que melhor se faz por alí. É caso para dizer que levamos connosco no corpo, um pouco de Matosinhos ... literalmente! É algo unico e que deve fazer parte do curriculum de qualquer amante da gastronomia ... ou foodies como são hoje em dia chamados.
Chegados ao Tito II, somos imediatamente instalados, o que considerei um tiro de sorte, pois é comum a casa estar lotada e esperar, é a unica solução. Desta não estava lotada, mas quase. A decoração é simples, funcional e despretensiosa. O staff, esse é eficaz e visivelmente habituado à azáfama que se fazia sentir.
Com algumas entradas básicas na mesa, tais como pão e azeitonas somos convidados a perscrutar a carta que sem surpresa é baseada em peixe e mariscos, se bem que com algumas opções de carne.
A ementa para o dia estava a modos que previamente escolhida, e seria uma cabeça de pescada cozida com batatas e legumes, porém somos gentilmente alertados pelo empregado que esse prato demora cerca de 30min a confeccionar e que sugeria que em situações futuras houvesse um telefonema prévio de alerta. Fica desde já a dica para o comensal/leitor, se for amante do prato.
Aceite a dica avançamos para uma meia garoupa de alto calibre, de mar naturalmente e uma dourada.
Em menos de nada os peixes estavam a ser servidos, e sem surpresa nada de negativo a apontar. A frescura era mais do que evidente, sendo ambos os peixes de um branco imaculado, grelhados no ponto, nada secos dos quais saiam lascas ao toque do garfo. Top! Acompanhavam com batatas assadas e legumes cozidos ligeiramente salteados em azeite de qualidade. Divinal!
Para casar este prato do mar, optamos por um Mural 2015, um branco de entrada da Quinta do Portal. Uma frescura vinda do Douro que se mostrou mais do que à altura do repasto.
Os mais de 2kg de peixe, dos quais nem uma grama ficou na travessa, não deixaram espaço para sobremesa, pelo que saltamos diretos para o café e conta. Essa ficou a rondar os 23€/pax, um valor que em termos absolutos não é propriamente baixo mas que está alinhado com a restante oferta da zona, e diga-se bastante justo para a qualidade apresentada.
Repeteco? O Tito II é ponto de paragem regular nas minhas incursões por Matosinhos. Voltarei e recomendo vivamente a quem não conhece.

Tito 2 Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato
Aproveite para seguir o Lambetacho no Bloglovin    Follow

No comments:

Post a Comment