Sunday, 9 October 2016

Marisco e petisco na Figueira ... será desta?

O spot do qual hoje vos falarei foi uma segunda escolha, num dia em tudo correu mal. Estou a referir-me ao fight que nunca chegou a acontecer, no restaurante do Forte de Santa Catarina, que pode ser consultado aqui. Um autêntico flop, suficientemente forte para estragar o resto do dia de qualquer foodie que leva a sua panca minimamente a sério. Seguindo as recomendações do staff do Forte de Santa Catarina, pusemos os pés a caminho para encontrar um estabelecimento que nos servisse. Uns metros à frente, entramos numa das muitas marisqueiras que povoam a avenida marginal dessa bela cidade, que é a Figueira da Foz.




Nome: Bar o Espanhol
Data da visita: Julho de 2016
Localização: Figueira da Foz, na avenida marginal
Comentário: a hora já ia adiantada, é verdade, pelo que a casa estava a modos que vazia. Porém, o pormenor da hora não foi impedimento para que de forma simpática fossemos encaminhados para um mesa. O interior, com uma decorção simples e despretensiosa, é ... funcional. Ainda estava bem fresca a memória do balde de água GELADA de que tinhamos sido alvo momentos antes, pelo que avançamos sem demoras para o pedido. Para entrada optamos por uma mariscada, uma travessa bem composta por camarão, mexilhão e perceves. Ah, e muita alface a acamar a travessa. Havia outras mariscadas disponíveis e mais ricas até, com outra diversidade de marisco, mas também a um preço diferente, mais alto que os quarentas e qualquer coisa euros desta que escolhemos. Não estava mau, mas também não foi o melhor marisco que já comi. Cumpriu. Para aconchego e fecho, fomos para um prego no prato, com tudo a que temos direito: arroz, batata, salada e ovo a cavalo. Não estava mau, mas também não foi o melhor prego da minha vida. Cumpriu.
Tudo foi acompanhado por um branco da casa, servido fresco e com algum pico. Cumpriu.
Já saciados, e numa tentativa de salvar o dia, fomos para a mousse de chocolate que diga-se estava boa a aparentava ser caseira.
Já a pensar na estrada que nos levaria de regresso ao lar, pedimos a conta, que ficou a rondar os 22€/pax, um valor que achei um pouco excessivo para a refeição em causa. Porém, teremos de levar em consideração que a escolha da mariscada, elevaria necessariamente o valor da refeição. Já passou e não quero pensar mais nisso!
Repeteco? Provavelmente, estarei a cometer uma grande injustiça para com o Bar Espanhol, pois os comensais estavam com um negativismo  evidente, fruto da experiência vivida momentos antes, e acredito que fosse qual o fosse o sítio  que escolhessemos a têndencia seria de amplificar os aspetos menos positivos, mas a verdade é que foi por demais banal e não propriamente barato para querer um dia voltar.


Aproveite para seguir o Lambetacho no Bloglovin    Follow

1 comment: