Wednesday, 24 August 2016

Tapas e petiscos num sítio improvável

A localização do spot que vos trago hoje para análise é para mim sítio de passagem frequente e longe de ser considerado uma Meca da gastronomia. Desta, vamos até Nogueira da Maia, arredor da Maia, suburbio da grande nação Azul e Branca. 






Nome: D. Pernil
Data da visita: Julho de 2016
Localização: Nogueira da Maia
Comentário: a casa pouco tempo de vida tem e desde então tenho guardado uma vontade de a visitar. Por motivos de logística pessoal/familar eis que surgiu a tal oportunidade há tanto esperada. Honestamente, não sabia bem o que esperar ... até então, apenas tinha ouvido opiniões avulso, porém todas positivas, que no D. Pernil se podia degustar uns petiscos de cozinha tradicional portuguesa. Apesar do fight ter ocorrido em plena época de férias numa zona que tipicamente esvazia no período, a casa estava completamente cheia, o que à partida confirmava as notas positivas. A decoração interior é simples e despretensiosa e exposta numa das paredes um quadro de ardósia com toda a ementa disponível, elaborada à base de petiscos da nossa boa cozinha. A minha escolha para o fight foi basicamente feita à vista do que ia indo para as mesas:
- papas de sarrabulho
- sandes de pernil com queijo da serra, a especialidade da casa
As papas estavam fantásticas, com bom sabor a cominhos, exatamente como eu gosto. Nada de negativo a apontar. Sem ficar atrás a sandes estava também fantástica, feita com pão fresquinho, aparentemente acabado de fazer, carne tenra e saborosa bem envolta no queijo, na quantidade certa de forma ao forte sabor não anular os restantes aromas da iguaria. Coube ao tinto da casa, servido a copo, acomodar os fortes sabores das papas e da sandes, tarefa que cumpriu com facilidade. Não tive oportunidade de indagar a origem do néctar.
Apesar do pouco espaço disponível deixado pelas papas e pela sandes, houve vontade  de provar a sobremesa do dia, bolo de chocolate. Com uma cobertura tipo brigadeiro, massa fofa e húmida, estava um pouco doce de mais, porém cumpriu a honrosa tarefa de fechar o fight.
Com um peso enorme na consciência, pela abuso nutricional que tinha acabado de praticar, pedi a contar que rondou os 8€/pax, um valor justo pela refeição que proporcionou.
Não queria terminar sem mencionar, o staff que é atencioso e simpático e o serviço que peca por ser um pouco lento, que em momentos de maior pressa pode causar algum stress.
Repeteco? Pela natureza da carta, a não ser que seja imune ao colesterol e/ou hipertensão, não é um spot que possa ser visitado diariamente. Porém, é um sítio de excelência para apreciar petiscos de cozinha tradicional portuguesa, numa zona que não prima propriamente pela excelência gastronómica. Tem portanto tudo para dar certo, e podem contar comigo para futuros fights.

Aproveite para seguir o Lambetacho no Bloglovin    Follow

No comments:

Post a Comment