Saturday, 6 February 2016

Um hino à gastronomia beirã

Uma viagem até ao magnifico parque natural da Serra da Estrela, é uma oportunidade de excelência para conhecer a gastronomia beirã. Os invernos rigorosos que se fazem sentir pedem pratos reconfortantes e saciantes, onde os enchidos e as carnes estão no centro do espírito criativo dos que lideram as cozinhas da região. Esta história começa em Seia ...





Nome: O Borges
Localização: Seia
Data da Visita: Janeiro de 2016
Comentário: uma rápida pesquisa nas redes sociais da especialidade, sinalizam O Borges como um dos melhores spots de Seia. Chegados ao local, numa viela do centro de Seia, o número de comensais que aguardavam mesa em hora já avançada, fazia prever a confirmação da boa reputação da casa. A decoração da sala é tradicional e confere uma sensação acolhedora. O staff simpático e eficiente.
Como seria de esperar a carta é composta por pratos típicos da região, com maior incidência na carne mas com algumas opções de peixe. A escolha foi rápida e foi para duas especialidades da casa, o cabrito assado e os joelhinhos de porco com arroz de feijão. O cabrito, tenro e suculento, acompanhava com batata assada, arroz e legumes cozidos. Apesar de muito bem feito e cheio de sabor, a minha preferência foi para os joelhinhos de porco, que são a denominação local para o clássico pernil. O espetáculo começa logo no momento de servir, com o empregado a desmanchar a peça ... um regalo para os olhos ver a facilidade com que a carne se separava do osso. Acompanhava com a outra estrela da companhia, o arroz de feijão servido em tacho de ferro à moda antiga, cozido no ponto otimo. Tinha-se formado a tempestado perfeita!!! Divinal ... Uma metade de marmelo assado, dava um ligeiro toque ácido que acabei por aperceber que ajuda a lidar com a gordura do prato. Coube ao tinto da casa, um portento da zona de Nelas, acompanhar ambos os pratos ... a estrutura e os taninos tipicos do Dão estiveram à altura da tarefa, sem sombra de dúvidas.
A finalização do repasto  ficou a cargo "do" clássico da região: requeijão com compota de abóbora, com amêndoas laminadas  no topo. Sem palavras ...
Faltava ainda um última surpresa, agradável diga-se, a conta ... algo a rondar os 15€/pax. Um valor muito em conta, para a qualidade e generosidade das doses servidas.
Repeteco? Não tenho a menor dúvida. O Borges deve ser paragem obrigatória para quem visita Seia.

3 comments:

  1. Tudo tem óptimo aspecto...até uns dedinhos acima da sobremesa..😊😊😊

    ReplyDelete
  2. Coll tenho k ir experimentar !!!!

    ReplyDelete