Friday, 18 August 2017

Nas dunas de areia da Apúlia

Se é da zona do Porto, Braga ou Viana do Castelo muito provavelmente já ouviu falar dos restaurantes situados em plena dunas da praia da Apúlia, mais conhecidos como os "tasquinhos da Apulia". São vários estabelecimentos de restauração ao longo da avenida marginal, mesmo em cima da praia, erguidos nos anos 70 e 80 do século passado, em situação mais ou menos (i)legal, mas que hoje são um marco na gastronomia da região. A sua origem piscatória é notoria, e sem grandes surpresas o marisco e o peixe são reis e senhores. O aspeto tosco dos spots é muitas vezes confundido com falta de condições para albergar restaurantes, mas das inumeras vezes que visitei as várias casas, levam-me a discordar: podem ser toscos e para o acanhado, mas as condições sanitárias estão asseguradas.





Nome: A Cabana
Data da visita: Abril de 2017
Localização: avenida marginal da Apulia, Esposende.
Comentário:  já no passado contei uma história de um desses spots da Apulia, de nome Apuliense, que poderá recordar aqui, que na altura era aquele que eu considerava como o meu favorito. De notar que as várias casas do local são bastante equiparáveis em termos de ambiente, qualidade e preço, pelo que vai muito da preferência de cada um sobre qual o melhor. Coube ao destino que desta, em vez de rumar ao Apuliense, desse uns passos extras e tentasse a minha sorte no Cabana, sobre o qual já tinha ouvido notas e dicas que seria quicá o melhor deles todos. É sem duvida o que possui à porta a maior fila de espera, algo comum a todos, e não aceitam reservas pelo que a atribuição de mesa é por ordem de chegada, o que em alturas de pico pode ser algo para o demorado. A fazer jus ao nome, a sala é em madeira o que lhe confere um ambiente escuro. As mesas, claramente em numero superior ao que seria provavelmente aconselhável, obrigam a que a refeição seja feita a curta distância dos comensais vizinhos. Isto não é uma critica, mas sim um alerta ... não é provavelmente o melhor sítio para um relaxado jantar a dois, ou para levar um cliente de trato formal que acha que os melhores restaurantes estão no Chiado. Já o disse, que aqui o peixe e o marisco são o centro das atenções, porém encontrará na carta opções de carne. Para este fight a escolha foi para a parrilhada de peixe, um misto de salmão, robalo, polvo espetada de lulas e o que me pareceu ser safio (sem certeza, reconheço). Acompanhou com batata cozida e uma salada de pimentos. Muito bom! Peixe fesco e grelhado no ponto. A parrilhada é para 2 pax e custa 24€. Mais do que suficiente.
Obrigatório foi mandar uma meia dose de arroz de marisco. Bastante generosa, com nacos de sapateira, lagosta, gambas de bom calibre e os habituais mexilhões e ameijôas. Arroz cozinhado no ponto, de molho grosso e com bastante sabor. Bom! Muito Bom!
No que a vinhos diz respeito a escolha foi rápida e para meio jarro do verde banco da casa, do qual não retive muita informação, mas que soube estar à altura.
Tendo sido obrigado a "matar" a parrilhada e o arroz de marisco nenhum espaço ficou para sobremesa, pelo que terá de ficar para um fight futuro a análise ao tema.
Os valores finais ficam na casa dos 20€/pax, um valor mais do que justo para a qualidade servida.
Repeteco? Sem duvida! A Cabana passou a ser o meu "tasquinho" de eleição. Lamento Apuliense!



Para consultar horários, contactos e mais informações na Mygon

Aproveite para seguir o Lambetacho no Bloglovin    Follow

1 comment:

  1. Great post on "Nas dunas de areia da Apúlia". As a professional chef i have to appreciate your work. Keep Posting useful posts like this. Keep in touch with my websites- best barista schools | cooking classes for beginners dubai

    ReplyDelete