Sunday, 12 June 2016

Um pequeno tesouro escondido à beira Tejo

Quer o destino e os afazeres, que de vez em vez tenha de me deslocar ao eixo Alverca-Vila Franca de Xira, conhecido pelas suas bucólicas paisagens ... brincadeira! Agora falando a sério: sim, de vez em vez vou para a zona e felizmente tenho sido abençoado com a descoberta de spots onde podemos simplesmente usufruir de honesta comida portuguesa.


especialidade da casa: bacalhau


delicia de Oreo ... uma especialidade da casa
Nome: O motorista
Data da visita: Abril de 2016
Localização: Forte da Casa, Vila Franca de Xira
Comentario: em dia de visita à zona, foi colocado a este grupo de comensais um dilema, com carga dramática equivalente ou superior à clássica pergunta "gostas mais do papá ou da mamã" que era: repeteco a um dos grandes clássicos da região ou avançar para um novo spot? A pergunta não era de fácil resposta pois o clássico era nada mais que o sempre seguro Cantinho da Adanaia, em tempos visitado e perscutado aqui. Pusemos de parte os nossos receios e o normal impulso de ficar sob o conforto do conhecido, e rumamos ao Motorista, uma casa conhecida por um dos comensais presentes, simplesmente descrito como uma "tasquinha onde se come um bacalhau fanstático". Estava decidido!
O estacionamento é de uma forma geral dificil e poderá obrigar a uma curta caminhada até ao local. A entrada é discreta ao ponto de passar despercebida aos mais distraídos. No interior, a decoração é  simples e funcional, e a capacidade completamente lotada é o primeiro sinal que o se avizinha promete. Tivemos inclusivé de aguardar uns 10-15min para ter mesa, que aproveitamos para fazer reconhecimento visual dos petiscos que estariam à nossa disposição. O roteiro estava mais ou menos já traçado e ia passar pelo famoso bacalhau da casa, porém após leitura e análise ao cardápio constatamos que era dia de favas com chouriço o que levantou um imenso dilema moral que apenas foi sanado com a sensata decisão de fazer um pijaminha ... começariamos com as favas e finalizariamos com o bacalhau. Nestas coisas, "augar" é que não! Em caso de dúvida mais vale provar de tudo, do que ficar mais tarde a "cismar" se tomamos a decisão certa.
Após um curto periodo de espera, eis que o fight se iniciar com as favas. Bem cozidas com molho grosso e toque a hortelã arrisco dizer que estas favas entraram para o meu top 5. Costela, murcela, chouriço e farinheira davam riqueza e consistência ao prato. Só coisas boas a dizer, sem sombra de dúvida e eis que é chegado o momento de passar ao bacalhau, a especialidade da casa. Frito em azeite com molho de cebola e batata frita, foi deposto na mesa com o azeite ainda a ferver, prova cabal que tinha acabado de ser confeccionado. Posta alta e branca do lombo ás lascas servida em pûcara de barro ... cheio de sabor. Muito bom!
As porções são generosas e as meias doses chegam perfeitamente para um comensal ávido de alimento. Todo o repasto foi acompanhado pelo tinto da casa, da zona de Aveiras. Frutado e fácil, mostrou corpo e taninos suficientes para aguentar ambos os pratos, tarefa não propriamente fácil. Aprovado, portanto.
Apesar de saciados, houve ainda espaço para adoçar a boca e a escolha foi para uma especialidade da casa, uma delícia de natas e Oreo ... sim, as Oreo do anuncio "separa, lambe, molha e come". Uma sobremesa simples e quase infantil, mas cuja frescura finalizou em grande o fight ... keep it simple!!!

A conta ficou pelos 11€/pax, um valor muito em conta para o que é oferecido.
Repeteco? sem dúvida que sim! O Motorista passa a figurar no roteiro da região.

Aproveite para seguir o Lambetacho no Bloglovin    Follow
O Motorista Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

2 comments:

  1. Sr. Lambetacho,
    Seus posts são um convite a cair em tentação da mais profunda gula.
    Permita-me uma pergunta: o que é a farinheira? Mais uma: é parecida com a alheira?
    Abraço,
    Cesar Barroso

    ReplyDelete
    Replies
    1. Boa noite César. Uma vez mais agradeço as suas palavras. Farinheira é um enchido típico portugues, à base de gordura de porco e farinha, muito usado para acompanhar outras carnes ou em pratos tipo feijoada ou cozido à portuguesa. Tem um sabor forte o que nem sempre é do agrado de todos. Por ver mais informações aqui: https://pt.wikipedia.org/wiki/Farinheira

      é bem diferente da alheira, pois a alheira é feita à base de carne de frango/galinha. os sabores são bem distintos. é mais facil gostar-se de alheira do que de farinheira. Tendo a oportunidade de provar, recomendo que o faça.
      Bons petiscos!

      Delete