Sunday, 20 March 2016

Uma varanda com vista para a serra

Reconheço nunca ter percecionado o verdadeiro valor do património cultural que a região da Serra da Estrela possui, até bem recentemente. Seja pela qualidade da hotelaria, restauração, as paisagens e principalmente pela arte de bem receber das gentes da terra a Serra passou a ter um lugar muito especial no meu imaginário. Só é pena ser tão longe. Desta fomos até uma varanda muito especial com vista para a Serra.






Nome: Varanda da Estrela
Localização: Penhas da Saude, Serra da Estrela
Data da visita: Janeiro de 2016
Comentário: a 1500m de altitude chegamos ás Penhas da Saúde, um dos pontos mais altos de Portugal Continental. Aqui a paisagem é de montanha em que o branco da neve domina nos meses frios de Inverno. A uma walking distance do famoso Hotel da Serra da Estrela encontramos a Varanda da Estrela, um spot muito bem classificado no nosso amigo Tripadvisor. Chegados ao local a meio da semana, fora de qualquer periodo alto, encontramos um parque de estacionamento bem composto de viaturas ... o 1º sinal positivo. O interior, com decoração tipicamente serrana, estava cheio de comensais nacionais e estrangeiros (!), que nos leva ao 2º sinal positivo. Fomos acomodados na ultima mesa disponível, por um staff genuinamente simpático e hospitaleiro, mas isso é algo que deixamos de estranhar nesta região. O frio pede jantares reconfortantes à lareira com tintos e encorpados e a carta da Varanda da Estrela corresponde a 100% com pratos de comida tradicional beirã. O fight começou com a entrada serrana composta por queijo da serra, murcela, azeitonas, uma especie de pickle de beterraba e uma pasta para barrar bastante picante, à base de mostarda e especiarias. A pasta é mesmo picante, porém a murcela estava divinal e os queijos, relembram-nos que estamos na Serra da Estrela.
A carta é diversificada, porém a escolha estava já feita e era para o prato especialidade da casa, o arroz de zimbro. Zimbro, é um arbusto cujas folhas e bagas são usadas para tempero que dá um sabor silvestre ao prato ... parecido, diria eu, com a carqueja. O arroz servido em púcara de barro com carnes e enchidos, malandrinho acompanha com uns legumes salteados bem temperados com vinagre. Os sabores do zimbro e do vinagre são fortes e diferentes daquilo a que estão a maioria dos comensais estarão habituados. Porém o resultado final é fantástico, com um prato cheio de aromas e sabores que para sempre recordarei pela diferença e novidade que proporcionou. Ainda houve oportunidade de provar a vitela assada também servida em púcara de barro a acompanhada com batata. Deliciosa, sem dúvida, mas a sua banalidade ficou ofuscada pelo "exotismo" do arroz de zimbro.
A maridagem do lado do vinho ficou a cargo de uma 0.37cl de um Quinta dos Currais 2013 tinto, da zona do Fundão elaborado com touriga nacional, aragonês, castelão e rufete. Este tinto é cheio de estrutura com taninos evidentes e bons aromas a fruta madura. Conseguiu dominar na perfeição a complexidade do arroz de zimbro e da vitela também. Nota positiva, pela opção de usar um vinho da região para vinho da casa ... uma oportunidade para experimentar algo de fora das grandes regiões vinicolas.
Escusado será dizer, que à semelhança do que, de uma forma geral encontramos por toda a região, as doses são generosas, capazes de satisfazer os comensais com maiores necessidades nutricionais.
Coube a um pudim a finalização do fight que não sendo mau, não foi suficiente para ficar para sempre marcado.
O festim ficou a rondar os 15€/pax, um valor muito em conta para o fight em causa ... pela qualidade, diferenciação dos pratos, serviço e generosidade das doses. A isto juntar uma imagem e paisagem digna de um postal de Natal.
Repeteco? Sem duvida. A Varanda da Estrela é paragem obrigatória no roteiro da serra.

1 comment: